Review: A Batalha do Apocalipse

A Batalha do Apocalipse
A Batalha do Apocalipse by Eduardo Spohr
My rating: 4 of 5 stars

Este livro de Eduardo Spohr pode descrever-se como uma imensa fantasia épica que narra a história do universo contada do ponto de vista de anjos, ofanins, arcanjos e afins. Lê-se com interesse e está bem escrito. Interessou-me, em particular, apreciar as explicações que o autor inventou para os eventos bíblicos mais relevantes tais como, entre outros, o dilúvio, o episódio de Sodoma e Gomorra, a civilização que construiu a torre de Babel, o nascimento e a morte de Jesus Cristo e, é claro, o Apocalipse, em que se trava a batalha final entre as facções dos anjos. Contendo uma história com bastante imaginação, a acção, em certas parte da narrativa, desenrola-se muito lentamente, ao passo que em outras partes se desenvolve com muito mais ritmo. De qualquer modo, os protagonistas desta história, o querubim Ablon, anjo renegado e exilado para o plano de existência mortal, e a feiticeira humana e enigmática, que descobre o segredo da longevidade e se torna na amiga incondicional do anjo renegado, contam, através da técnica do flashback, as respetivas histórias, e com elas somos conduzidos numa epopeia que atravessa os milénios e nos permite apreciar alguns episódios da história da espécie humana, desenvolvida com mais pormenor desde o final do Neolítico (e´poca em que se desenvolveu a escrita na Suméria ou Mesopotâmia) até aos dias de hoje, incluindo eventos ocorridos no tempo do Império Romano, na idade média nas ilhas britânicas e na atualidade no Brasil. A narrativa contém várias reflexões sobre o que significa ser-se humano e capaz de sentir emoções tais como o amor e a amizade, em oposição a ser-se um espírito celestial, e incapaz de tais sensações. Apresenta igualmente uma explicação muito interessante sobre o significado do “descanso” de Deus no 7º dia da Criação (narrado no livro do Génesis) e qual o papel desempenhado pelos seres humanos neste “descanso” divino. Pelo meio, o livro desenvolve a intriga política “angelical” e deixa entrever uma grande semelhança, a este nível, com as intrigas políticas dos meros mortais. Algumas partes da história acabam por ficar na memória do leitor, na medida em que envolvem explicações fantásticas para conceitos científicos descritos pela Física, tais como a existência de várias dimensões e os pontos de passagem entre elas, ou os locais do espaço em que o “tecido da realidade” se adelgaça. Em certas alturas, a narrativa é reminiscente dos Mundos Paralelos de Philip Pullman, mas aqui a história é bem diferente. É uma leitura interessante para todos os que gostam deste tipo de fantasia.

View all my reviews

Sobre Nuno Magalhães Ribeiro

Professor Universitário e Autor especialista em Engenharia Informática.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s