Review: Darwinia: Um Romance sobre um Século XX muito diferente

Darwinia: Um Romance sobre um Século XX muito diferente
Darwinia: Um Romance sobre um Século XX muito diferente by Robert Charles Wilson
My rating: 1 of 5 stars

Este livro deixou-me perplexo. Aliás, mais do que isso – estupefacto!

Sendo a Ficção Científica o meu género literário favorito, e sendo ainda raras as boas traduções de grande obras de FC para a Língua Portuguesa, foi com alguma expectativa que abordei a leitura deste Darwinia de Robert Charles Wilson (RCW), tanto mais que se trata de um livro da coleção Bang da SdE, que nos habituou já a traduções muito precisas e bem conseguidas, acompanhadas por boas edições sem gralhas. Infelizmente, este livro desiludiu-me a todos os níveis.

De uma forma geral, este livro é muito, mas mesmo muito, aborrecido. Mais do que isso, é maçador. Para cada ideia, o autor utiliza um número tão excessivo de adjetivos que quando acabamos de ler uma frase já não nos lembramos como é que ela começou, e muito menos a que é que se referia, seja pessoa, lugar ou objeto. Após as 80 páginas iniciais, ficou claro para mim que o autor privilegiou nesta obra a verborreia literária em lugar de brindar o leitor com frases mais simples, cativantes ou entusiasmantes. Há formas mais diretas e não menos literárias de escrever prosa que não entediam tanto o leitor e cativam mais o interesse por prosseguir a leitura.

Em segundo lugar, a ideia principal é tão original que o autor necessita de introduzir um interlúdio perfeitamente disparatado e desenquadrado a meio do livro para tentar dar alguma explicação a um leitor que se encontra literalmente perdido no meio de descrições pseudoliterárias e cenas de ação tão confusas que é preciso ler mais do que uma vez para tentar compreender, da segunda vez ignorando os desnecessários, coloridos, abundantes, recheados, enegrecidos e (Ainda se lembra a que é que eu me estava a referir no início desta frase? Precisamente! Agora imagine que o livro é todo assim… mas para pior!)

Tendo já lido outra obra deste mesmo autor, “Spin”, vencedor do Hugo Award de 2006, encontrei uma enorme semelhança na forma como ambas as obras se iniciam. De facto, em qualquer dos casos, RCW recorreu a um evento anormal/enigmático/catastrófico que foi utilizado para introduzir a ideia principal em torno da qual se constrói a estrutura do livro. Em ambos os casos, ocorreu um evento que modificou o nosso planeta, foi presenciado por um adolescente que mais tarde irá ter um papel preponderante na resolução do enigma inicial. No final, fica-se com a ideia que a peocupação do autor nõ é respeitar o interesse do leitor, e eu não gosto deste tipo de estórias.

Finalmente, apesar de a capa indicar “Vencedor do prestigiado Philip K. Dick Award”, refere-se ao prémio que RCW venceu em 1994 com a obra “Mysterium” e não com este livro especificamente. Para além disso, este livro, “Darwinia”, apenas esteve na lista de nomeações para o Hugo Award de 1999, que foi atribuído, nesse ano, a Connie Willis.

Resumindo, a minha opinião é que pegar neste livro é uma grande perda de tempo. Para mim foi. Não aconselho a ninguém, e tão cedo não irei dedicar a minha preciosa atenção a livros escritos por este autor.

View all my reviews

Sobre Nuno Magalhães Ribeiro

Professor Universitário e Autor especialista em Engenharia Informática.
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s